top of page

TECNOLOGIAS SOCIAIS: UMA CONEXÃO ENTRE CENÁRIOS ESTRATÉGICOS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

O SECGEO (Encontro de Estudos Direcionados do Grupo de Pesquisa Semiárido e o Contexto Geoambiental) se encontra oficialmente com a proposta de realização do VII evento, tendo iniciado em 2015 como atividade de divulgação e apresentação à sociedade às pesquisas realizadas ao longo dos últimos nove anos, junto ao Laboratório de Geoprocessamento e Estudos aplicados (LABGEO).

 

O mesmo foi idealizado com o objetivo de reunir pesquisadores, acadêmicos, técnicos e a comunidade civil, além de discutir os aspectos ambientais (biofísicos e humanos) relevantes aos estudos da Geografia, especialmente sob a vertente da Geografia Física.

O grupo de pesquisa SECGEO está cadastrado no CNPQ, sendo formado por professores e alunos do curso de Geografia nos níveis de Graduação e Pós-Graduação na Universidade Estadual do Ceará. Especificamente, desenvolve suas atividades junto ao Laboratórios de Geoprocessamento e Estudos Aplicados (LABGEO), e tem nos seus membros os principais componentes desse grupo. Assim, os estudos e pesquisas são dedicados ao Semiárido Brasileiro, considerando sempre as suas potencialidades, suas limitações e sua dinâmica, os aspectos naturais e/ou aos aspectos socioeconômicos.

Ao longo dos anos foi possível reunir os colaboradores debruçando sobre as reflexões mais urgentes quanto ao contexto geoambiental do semiárido brasileiro, cujos resultados são exitosos, sobretudo na formação de recursos humanos e no aporte da divulgação entre periódicos e produção de livros.

O grupo de pesquisa ao longo dos seus 14 anos já apresentou pesquisas nas mais diversas áreas do saber geográfico e afins, como: análise geoambiental do semiárido, análise paleoambiental biogeográfica no Semiárido Brasileiro e seus ambientes de exceção, bacias hidrográficas como unidade de planejamento, ensino de geografia e as novas tecnologias, estratégias de recuperação de áreas degradadas no NE brasileiro, geoprocessamento aplicado a estudos ambientais e geográficos, o clima e o contexto socioambiental, planejamento e gestão ambiental em Unidades de Conservação, redes e geografia, resiliência e os serviços ambientais no semiárido e Norte do Brasil, sensoriamento e estudos aplicados, uso e ocupação do solo e vulnerabilidade e redução de risco de desastre e a vivência prática de todas as temáticas aplicada ao ensino da geografia e as novas tecnologias.

Porquanto, a atuação de debates por meio do tema norteador Geografia e Estudos Geoambientais do Norte e Nordeste, inexoravelmente demandam um amplo e profundo espectro de propostas para discussões que sejam forjadas por mesas-redondas, palestras, Grupos de Trabalho e outros. Discussões estas que trazem questões complexas no que tange a relação sociedade e natureza, em suas diversas pluralidades espaço-temporal.

PROGRAMAÇÃO

1

12 DE NOVEMBRO

MANHÃ

MESA DE ABERTURA

TECNOLOGIAS SOCIAIS: UMA CONEXÃO ENTRE CENÁRIOS ESTRATÉGICOS NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

Auditório Paulo Petrola (reitoria)

Coffee Break

TARDE

MINICURSOS

NOITE

 

MESA I:

SENSORIAMENTO REMOTO: A UTILIZAÇÃO DA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL NA IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS DE RISCO

AUDITÓRIO DO CESA

2

13 DE NOVEMBRO

MANHÃ

MESA II:

POLÍTICAS PÚBLICAS DE APOIO AS TECNOLOGIAS SOCIAIS EM ÁREAS DEGRADADAS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

AUDITÓRIO DO CESA

TARDE

MINICURSOS

NOITE

 

MESA III:

AS MÚLTIPLAS LINGUAGENS AFERIDAS NA EDUCAÇÃO CONTEXTUALIZADA NO SEMIÁRIDO BRASILEIRO

AUDITÓRIO DO CESA

3

14 DE NOVEMBRO

MANHÃ

APRESENTAÇÃO DE PESQUISAS

TARDE

MINICURSOS

NOITE

MESA DE ENCERRAMENTO

Auditório Paulo Petrola (reitoria)

Coffee Break

4

15 DE NOVEMBRO

MANHÃ e TARDE

TRABALHO DE CAMPO

SOBRE

Informações sobre o evento

LOCAL

Informações sobre o local

CONTATO

Informações para contato

ORGANIZAÇÃO

Informações sobre o LABGEO

bottom of page